Os 3 fatores indispensáveis para uma boa reforma

Fatores importantes em uma reforma

A palavra reforma causa arrepios na maioria das pessoas. Seja em ambiente residencial ou comercial, raramente uma reforma é um processo simples ou tranquilo. O vai e vem de pedreiros, pintores e outros profissionais, sujeira e bagunça em todos os cantos, problemas com o fornecimento de materiais e estouros no orçamento inicial são problemas usuais de toda reforma.

Mas não é por isso que você deve desistir ou se conformar com essas dores de cabeça, pois é possível reformar sem contratempos e frustrações. Se você quer fazer uma boa reforma, conheça esses três fatores indispensáveis no artigo de hoje.

Planejar uma reforma

#1 – Planejamento da obra

Para planejar uma boa reforma, é preciso definir o que será feito de forma detalhada e exata. Tudo o que será alterado deve ser apontado, desde grandes mudanças, como alterações estruturais, até pequenas alterações, como a troca de maçanetas.

O orçamento deve ser considerado em cada decisão, pois o planejamento deve ser realista e condizente com os recursos disponíveis. O estouro de orçamento acontece com bastante frequência em reformas, pois a maioria das pessoas não faz o planejamento detalhado do que será feito, de quanto material será preciso e do quanto irá custar a mão de obra.

É recomendado dividir o projeto em etapas, pois, assim, fica mais fácil vislumbrar quais tipos de materiais precisam ser comprados, em que quantidades devem ser adquiridos e quais profissionais são necessários.

A estratégia para uma boa reforma é planejar e dividir essas etapas de acordo com o tipo de profissional necessário. Fica mais fácil administrar o orçamento e as pendências de cada fase se a reforma for dividida em etapa de pedreiro, encanador, eletricista, colocador de piso, de pintor, etc.

Outro ponto importante para avaliar no planejamento é se você irá contratar um profissional, como um arquiteto, para te auxiliar na supervisão da reforma. Essa escolha dependerá do seu orçamento e de sua disponibilidade para acompanhar a reforma.

O gasto com um profissional de projeto é de 5 a 25% do valor total da obra – de acordo com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Arquitetura – custo que pode ser compensado pela economia em planejamento e decisões acertadas a serem tomadas por esse profissional.

Se a contratação de um profissional não é uma opção, existem alternativas interessantes que podem ajudar, como essa plataforma que auxilia o consumidor final a planejar sua reforma de forma independente.

Materiais de construção

#2 – Escolha dos materiais

Definido o que será feito na reforma, é hora de selecionar os materiais. A escolha dos materiais deve ser orientada não apenas pelo preço e condições de pagamento, como também pela qualidade, garantia oferecida e características técnicas – ou especificações.

Evite o famoso “barato que sai caro”. Por exemplo, digamos que você tenha que comprar areia: simplesmente avaliar o preço por metro cúbico e escolher a de menor custo não é a melhor solução, já que esse material de má qualidade pode fazer com que o consumo de cal e cimento seja maior.

É por questões como essa que o conhecimento técnico e experiência fazem toda a diferença na escolha dos materiais.

Mão de obra reforma

#3 – Os profissionais envolvidos são um fator importante para uma boa reforma

Contratar pessoas qualificadas é indispensável para uma boa reforma. Para encontrar bons profissionais, é preciso se informar, procurar recomendações e conversar com amigos e familiares.

Se você estiver em dúvida ou com dificuldades de encontrar pessoas qualificadas, existem plataformas que ajudam o consumidor final a encontrar profissionais para reformas, como o Iguanafix, Habitissimo e o Mão na Roda.

Um ponto em que muitas pessoas erram ao planejar uma reforma é subestimar os custos com mão de obra. Um equívoco comum é pensar, por exemplo, que um pedreiro irá fazer todos os serviços necessários, quando, na verdade, ele se limita à parte mais bruta da obra.

Serviços como instalação de pisos, encanamento, colocação de rodapés e forros são feitos por profissionais especializados. Mais do que contratar bons profissionais, é preciso ter em mente que são necessários aqueles com habilidades específicas em cada etapa.

Se você planejar bem, escolher materiais de boa qualidade e contratar profissionais qualificados, o sucesso da reforma está garantido. Claro que ninguém está a salvo de contratempos e surpresas no caminho, mas os fatores que discutimos aqui, certamente, lhe ajudarão a realizar uma boa reforma.

E você, quais conselhos daria para uma boa reforma? Já passou por problemas durante a reforma? Conte pra gente pelos comentários e até a próxima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESCUBRA TUDO SOBRE REFORMA DE QUADRAS ESPORTIVAS!