5 tipos de plantas para vasos aéreos

As plantas aéreas são uma grande tendência nos projetos de decorações de interiores. Cada vez mais bem integradas aos ambientes, são várias as espécies que podem ser usadas para sua composição. Por meio do uso de vasos aéreos, por exemplo, é possível trabalhar com espécies que, inclusive, não teriam essa característica.

E ideias para composições é o que não faltam! É possível brincar com diferentes propostas e garantir vasos aéreos lindíssimos, cheios de boas energias e personalidade.

Que tal aderir a essa ideia? Para inspirá-la, confira, a seguir, dicas de plantas que podem ser usadas em vasos aéreos. Acompanhe!

1. Samambaias são excelentes opções para vasos aéreos

As samambaias representam a melhor escolha para vasos aéreos, já que são muito bonitas e vistosas – suas folhas verdes e alongadas deixam os vasos fartos e cheios de vida. Para que fiquem ainda mais charmosas, podem ser combinadas com vasos de grande ou médio porte.

Além das suas potencialidades estéticas, a samambaia apresenta fácil poder de adaptação, sendo bastante resistente também a ambientes internos. O desenvolvimento dessa espécie é rápido, a planta pode chegar a atingir longos comprimentos. Para que se mantenham sempre bonitas nesse espaço, os cuidados essenciais são meia-sombra, rega diária, substrato com bastante umidade e poda regular.

2. Bromélias

Utilizar bromélias em vasos aéreos é uma ideia bastante inteligente, pois essas se caracterizam como uma espécie com forte atuação ornamental. Elas são muito bonitas e fazem uma composição fora do comum: são coloridas, perfumadas e muito charmosas.

O ideal é que sejam plantadas em vasos de médio ou grande porte, garantindo a boa drenagem do solo e espaço adequado para desenvolvimento. A garantia da saúde das bromélias também se deve à rega e à adubação contínuas, por isso, vale ter atenção redobrada em ambos os quesitos.

3. Jiboias

A jiboia é um ótimo exemplo de planta suspensa e que pode fazer toda a diferença na decoração do seu espaço. Combiná-la em vasos suspensos é mesmo uma proposta interessante e que valoriza a beleza de suas folhas.

Ela apresenta crescimento rápido e se adapta muito bem dentro de ambientes internos. A indicação preferencial de rega é semanal e a terra nunca pode ficar demasiadamente úmida. A exposição ao sol é necessária, por isso, o vaso com a jiboia precisa ficar perto de uma janela ou sacada.

4. Lambaris

O lambari (também chamado de peixinho da horta) é outra variedade que pode ser adaptada aos vasos suspensos. Trata-se de uma espécie de características peculiares, muito utilizada no contexto ornamental.

São muito delicadas e apresentam folhas com textura diferenciada. O cultivo dessa espécie não é difícil, já que ela é bastante resistente – inclusive a baixas temperaturas. O ideal é manter os lambaris à meia sombra, já que a exposição solar direta pode queimar suas folhas.

5 . Peperômia

A peperômia vem se destacando muito quando o assunto é decoração de interiores, servindo como uma ótima alternativa para os vasos aéreos. Essa espécie é mesmo muito bonita e chama a atenção – suas folhas, que variam do verde musgo ao bordô, misturam delicadeza e sofisticação.

O bacana da peperômia é que ela pode ser combinada a outras espécies (em especial as com flores). Para garantir o seu bom desenvolvimento, a dica é que o planto seja feito em terra fértil rica em húmus e que a frequência de irrigação seja diária.

Os vasos aéreos são mesmo uma tendência que veio para ficar! Eles podem ser usados de forma muito inteligente na decoração de ambientes. Escolhendo as espécies corretas para a composição e construindo uma rotina de cuidados, ficara fácil administrar essa ideia e deixar o seu espaço ainda mais bonito!

E então, pronta para ornamentar sua casa com plantas em vasos aéreos? O que você achou dessa ideia? Deixe sua mensagem nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *