Guia de temperos: como usá-los nas receitas?

Os temperos adicionam sabor e aroma únicos às receitas. Confira nossas dicas para utilizá-los em seus pratos!

Qualquer prato pode ser transformado com o charme e o sabor especial trazidos pelos temperos. Eles adicionam cores, sabores e aromas à nossa culinária e, ainda, são ricos em nutrientes que favorecem nossa saúde e bem-estar.

Que tal aprender mais sobre essas especiarias e conhecer dicas para aplicá-las em suas próximas receitas? Para isso, confira o artigo a seguir!

Dicas para utilizar temperos em suas receitas

Os temperos podem trazer diversos benefícios à nossa saúde. Para isso, não submeta as especiarias diretamente ao fogo, isso pode reduzir ou mesmo levar à perda das propriedades das ervas e, ainda, eliminar o seu sabor e aroma natural. Dessa forma, de modo geral, a indicação é adicionar os temperos em suas receitas apenas do meio para o final do preparo. 

Outra recomendação importante é conhecer a procedência das especiarias. A dica especial nesse caso é iniciar sua própria hortinha de temperos – para isso, você poderá utilizar vasinhos ou mesmo iniciar um jardim vertical.

10 temperos e suas indicações de uso

1. Salsinha

Esse é um dos temperos preferidos e mais utilizados em nossa culinária. A salsinha possui um sabor e um aroma bastante característicos e, ainda, é fonte de cálcio, ferro e vitaminas A e C. 

Ela tem uso bastante versátil, podendo ser adicionada a saladas, batatas assadas, omelete, molhos, sopas, carnes brancas e vermelhas, feijão, etc.

2. Manjericão

Tempero aromático bastante popular, sobretudo na culinária italiana. O manjericão possui alto teor de antioxidantes, vitaminas A, C e K, ferro e cálcio.

Entre as combinações de uso do manjericão, podemos citar pães, pizzas, bruschetta, saladas, carnes, molhos, batatas, caldos de legumes, berinjela, alcachofra e massas em geral.

3. Pimenta-do-reino

Proveniente do sul da Ásia, possui em sua composição a piperina, uma substância que está atrelada à perda de peso. Também possui propriedades digestivas e diuréticas.

De sabor marcante, mas com picância leve, a milenar pimenta-do-reino pode ser utilizada em todo o tipo de receita salgada, combinando bem com carnes vermelhas, saladas, sopas, massas, marinados e refogados.

4. Orégano

Erva do tipo perene e bastante aromática, típica da culinária italiana. Ele possui uma grande quantidade de compostos antioxidantes, o que auxilia no combate ao envelhecimento precoce.

Pode ser utilizado em uma ampla variedade de pratos, tais como massas, carnes, pizzas, saladas, vegetais cozidos, pratos à base de tomates, molhos para churrasco, feijão branco, sanduíches, tapiocas, entre outros. 

5. Cebolinha

Forma uma dupla dinâmica muito saborosa com a salsinha. Ela possui elementos antioxidantes e que ajudam em nosso processo digestivo. 

Uma boa dica de uso é utilizar a cebolinha como alternativa para diminuir o uso de sódio em seus pratos. Ainda, ela fica muito saborosa quando adicionada a sopas, cremes, tortas salgadas, massas, batatas assadas, omeletes e demais receitas à base de ovos, arroz, polenta, saladas, torradas, carnes grelhadas, peixes, etc.

6. Alecrim

Erva que tem, entre seus benefícios, a melhora da digestão e da memória. Entre suas possibilidades de uso, o alecrim combina com marinados, cozidos, frutos do mar, batatas, peixes e frangos assados, churrasco, abobrinha frita e aves de caça.

7. Cominho

Um dos temperos tradicionais de sabor mais marcante, por isso, deve ser utilizado com moderação – afinal, a ideia é adicionar um sabor especial e não neutralizar o gosto dos demais componentes do seu prato, certo? O cominho combina bem com pães, batatas, feijão, lentilha, assados e carnes. 

8. Erva-doce

Erva de uso bastante versátil, sendo utilizada em chás, doces e pratos salgados. Para esses últimos, ela adiciona um sabor super especial em sopas, mariscos e molhos.

9. Coentro

Tempero originário do mediterrâneo, possui antioxidantes em sua composição – o que favorece a proteção contra danos celulares. Especiaria bastante adicionada a sopas, lentilhas, caldos, carnes, peixes (sobretudo camarão), frutos do mar, legumes e moqueca.

10. Louro

Símbolo de coroação de vencedores nas mitologias grega e romana, o louro possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Pode ser adicionado a diversos tipos de molhos, carnes, ensopados e, naturalmente, no feijão – quem resiste a um saboroso feijão com louro?

E então, gostou de nossas dicas para utilizar temperos em suas receitas? Para aprender mais sobre o tema, baixe gratuitamente nosso ebook com o passo a passo para cultivar temperos em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *