Horta em apartamento: o que plantar?

Cultivar uma horta em apartamento pode parecer um desafio, já que, para alguns, esse ambiente não apresenta condições tão favoráveis para o desenvolvimento das espécies. Com pouca iluminação e falta de espaço, a primeira impressão é de que a qualidade da horta será prejudicada nesse tipo de ambiente.

Mas você sabia que, escolhendo as espécies certas, é possível garantir uma horta saudável e muito bonita em seu apartamento? Sim, há variedades que se adaptam muito bem a esse tipo de espaço, sem terem seu desenvolvimento prejudicado.

Que tal conhecê-las? Neste artigo, confira alguns exemplos do que você pode cultivar com tranquilidade no seu apartamento. Acompanhe a seguir.

5 exemplos de variedades ideais para uma horta em apartamento

1. Salsinha e cebolinha

Esta combinação clássica de temperos é um excelente exemplo para plantio em apartamento. Isso porque essas variedades possuem poucas exigências de cultivo, podendo se adaptar facilmente a vasinhos pequenos e à falta de incidência solar direta.

Como dicas especiais de cultivo, indicam-se a rega regular (deixando o solo sempre levemente umedecido) e o uso de adubos orgânicos.

Vale lembrar de que tanto a salsinha como a cebolinha possuem grande versatilidade de aplicação na culinária, deixando qualquer prato mais saboroso – então, são uma boa aposta para se ter em casa!

2. Manjericão

O manjericão é outra variedade que pode ser cultivada na sua horta de apartamento e que dispensa apresentações – afinal, tem sabor e aroma bastante característicos. Essa espécie se dá muito bem em ambientes internos, desde que conte com algumas horas diárias de iluminação (pode ser indireta).

Para mantes o seu pé de manjericão sempre com saúde, não se esqueça da rega e dos outros cuidados de manutenção – tais como adubação, controle de pragas e poda regular. Assim, em pouco tempo, você já poderá fazer uso dessa planta na sua cozinha!

3. Pimenta

O plantio de pimenta é cada vez mais comum em hortas de apartamento e se justifica pelas boas energias, beleza e praticidade de cultivo – além, naturalmente, do sabor inigualável de suas diversas variedades.

As pimentas podem ser cultivadas em vasos, mas precisam de um pouco de sol diário para se manterem fortes – em torno de quatro horas são suficientes. Por isso, deixe-as perto de janelas ou espaços com boa luminosidade. As pimentas precisam de solo umedecido (sem exageros) e de adubação a cada duas semanas. A poda deve ocorrer quando as pimentas estiverem grandes e viçosas.

4. Alecrim

O alecrim, que agrega um gosto bastante característico às carnes e aos molhos, é outro bom exemplo para quem deseja fazer uma horta de apartamento. Esse tempero, além de ser facilmente aplicado à culinária, apresenta cultivo bastante simples.

Para que essa variedade se desenvolva adequadamente no seu espaço, é preciso ter atenção com a rega – que deve ser esparsa, nunca deixando o solo muito úmido (pois o alecrim não aceita bem grande quantidade de água). Ainda, vale garantir um pouco de exposição solar diária, pois essa variedade sobrevive melhor ao calor.

5. Hortelã

Incluir a hortelã na sua horta de apartamento pode ser uma ideia muito inteligente. Essa folha, de alto poder aromático, é usada como chá ou também como tempero em alguns pratos – trazendo sabor e frescor.

E, para cultivar hortelã em seu apartamento, não há muito segredo: basta garantir luminosidade, solo fértil e rega regular (ela prefere mais umidade à seca). Ainda, é recomendado trabalhar rotinas de poda e adubação de forma mais esparsa. Essa é uma excelente opção para a sua horta caseira, pois a hortelã cresce rapidamente e traz um aroma bastante agradável ao ambiente.

Como vimos, não há grandes mistérios para garantir que sua horta de apartamento seja saudável e apresente bons resultados. Escolhendo as variedades certas e tomando alguns cuidados básicos de manutenção, em breve você estará colhendo – literalmente! – os frutos do plantio. Invista na sua horta caseira e tenha sempre opções orgânicas fresquinhas para incluir nos seus pratos!

E então, pronto para começar sua hortinha caseira? Para saber mais sobre os benefícios dessa iniciativa, confira nosso artigo que demonstra porque esse é o momento certo para iniciar a sua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *