O mercado dos materiais sustentáveis na construção civil

A construção civil é o setor da economia que mais causa impacto no meio ambiente, e eles estão relacionados, principalmente, com o uso de recursos naturais, alto consumo de energia e modificação dos espaços naturais.

A construção sustentável surgiu como uma alternativa para reduzir esses impactos, e as práticas podem acontecer de diversas formas: reduzindo o consumo de energia dos edifícios, aumentando as áreas permeáveis no entorno das construções ou utilizando materiais ecologicamente produzidos na construção.

Em função dessas demandas, o mercado de materiais sustentáveis para construção civil vem crescendo cada vez mais, e é sobre esse novo cenário do setor que falaremos no artigo de hoje. Acompanhe.

O mercado de materiais sustentáveis

Pesquisadores do mundo inteiro estão reunindo seus esforços para o desenvolvimento de opções mais sustentáveis. A cada dia surgem novos materiais, abrindo possibilidades para este mercado.

Esse é o caso do bioconcreto, um material capaz de regenerar suas próprias rachaduras. A “mágica” se dá quando bactérias presentes no material encontram condições de luz e oxigênio, que é exatamente o que acontece quando ocorre uma fissura no material.

No entanto, com uma finalidade mais prática para aplicação em projetos, vamos apresentar, aqui, materiais sustentáveis que já estão disponíveis no mercado. São algumas opções que podem transformar seu projeto em uma iniciativa mais amiga do meio-ambiente:

Paver plástico

O paver plástico é uma alternativa ao tradicional paver de concreto, usado, principalmente, em calçadas e garagens. A linha de pavers plásticos da PlastPrime engloba alternativas de materiais sustentáveis, pois é fabricada a partir de matéria-prima reciclada, e também contribui com a permeabilidade do espaço, devido a presença de pequenos furos em sua superfície. Saiba mais sobre o paver nesse post.

Bambu

Opção sustentável, altamente disponível e resistente, o bambu pode ser usado como substituto ao aço no concreto armado. Pode parecer absurdo, mas o bambu é tão resistente quanto o metal, e o pode substituí-lo em diversas aplicações na construção civil.

Estima-se que a energia necessária para produzir aço é cerca de 50 vezes maior do que na produção da mesma quantidade de bambu. Isso comprova o potencial sustentável desse material.

Deck Modular

O uso de madeira para revestimento contribui para a exploração de recursos naturais, e também pode gerar bastante incômodo na hora da manutenção. Já existem opções de materiais sustentáveis para substituir a madeira na construção de decks, por exemplo.

O deck modular da PlastPrime pode ser usado em jardins ou no entorno da piscina. Fabricado a partir da reciclagem de caixinhas longa vida, ele é mais leve e de fácil manutenção.

Lâmpadas LED

Esse tipo de lâmpada se popularizou nos últimos anos devido às suas múltiplas características sustentáveis. Lâmpadas de LED são mais duráveis, econômicas, eficientes e não têm materiais poluentes em sua composição.

Argamassa de Argila

A produção de cimento é responsável por 5% das emissões mundiais de gases que contribuem para o efeito estufa. A argamassa de argila é uma opção sustentável que pode substituir esse material na mistura da argamassa.

Ela pode ser aplicada em paredes internas para acabamentos e apresenta um ótimo efeito termoacústico, além de também poder ser usada como material isolante e ajudar a evitar o aumento excessivo de umidade nos ambientes.

Estrutura permeável

A estrutura permeável da PlastPrime é fabricada com matéria-prima reciclada, e pode ser usada na montagem de telhados verdes e, também, em garagens, jardins e outros espaços abertos – com a finalidade de garantir a permeabilidade do solo.

Telhados verdes são jardins construídos no terraço de prédios. Além de deixar os espaços mais bonitos, eles contribuem para a climatização do edifícios, reduzindo consideravelmente o uso de ar condicionado, além de ajudar a purificar o ar urbano e diminuir a poluição.

Aumentar a área permeável nos espaços urbanos é uma necessidade para as regiões que desejam evitar catástrofes em épocas de chuvas. Cidades construídas sem planejamento ou sem preocupação com a sustentabilidade são grandes áreas impermeáveis. Dessa forma, quando chove, a água não tem como penetrar no solo e acaba escoando em sua quase totalidade para a rede pluvial, alagando ruas e transbordando rios.

A estrutura permeável da PlastPrime pode ser usada, por exemplo, em garagens, aumentando a área de permeabilidade da sua casa. Conheça o case de utilização desse piso no Apiário do Parque Barigui!

Você já conhecia essa variedade de materiais sustentáveis? Caso tenha ficado com alguma dúvida, não deixe de escrever nos comentários e até a próxima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *