O planeta em números: por que você deve se preocupar com sustentabilidade das obras?

O setor da construção civil é um dos grandes motores da economia mundial, sendo sinônimo de avanço econômico e geração de empregos. Por outro lado, no que tange o impacto direto e indireto no meio ambiente, o setor é o maior responsável pelo consumo de recursos naturais, o que representa um grande impacto no meio ambiente. Por isso cada vez mais fala-se em construção sustentável: é fundamental que engenheiros, arquitetos e empreiteiros passem a se preocupar mais com a sustentabilidade das obras.

No artigo de hoje trazemos alguns números para evidenciar esse impacto e também apresentar formas de aumentar a sustentabilidade das obras:

O real impacto da construção civil

Para tornar o impacto da construção civil tangível e ressaltar a importância de trazer sustentabilidades das obras, destacamos alguns números que representam o tamanho do impacto da construção civil no planeta:

122 mil toneladas de resíduos são descartados pela construção civil todos os dias no Brasil

Entulhos, tijolos, cerâmicas, madeiras e outros materiais são descartados diariamente em obras, chegando a uma soma de 122 mil toneladas diárias em todo o país, 17 mil apenas na cidade de São Paulo. Para aumentar a sustentabilidade das obras, é importante dar o destino correto para cada tipo de resíduos de obra.

60% de todos os resíduos gerados nos centros urbanos são provenientes da construção civil

Somando os montantes de resíduos gerados pela construção formal e informal, cerca de 60% do lixo gerado pelos centros urbanos é procedente de obras.

40% da energia produzida no mundo é consumida  por edifícios

São diferentes etapas que contribuem para o consumo de energia de uma edificação: em sua construção deve-se considerar a energia gasta na extração e produção das matérias primas (cimento, vidro, gesso, madeira e outros), sua construção por si só e também o consumo de energia durante sua vida útil, sendo que essa última representa a maior parte do consumo.

35% dos recursos extraídos da natureza são destinados à construção civil

Considerando os diferentes recursos naturais obtidos pela extração como areia, madeira, metais e pedras – a construção civil consome cerca de 35% de todos os materiais extraídos no Brasil.

Compensando o impacto com sustentabilidade das obras

O progresso e o crescimento econômico promovidos pela construção civil podem estar alinhados com a sustentabilidade das obras para compensar uma parte dos impactos produzidos por essa atividade. Conheça algumas formas de contrabalançar esses efeitos negativos:

Materiais recicláveis na construção civil

Como comentamos, a construção civil é uma grande consumidora de recursos e geradora de resíduos. Uma das formas de compensar esse consumo é optando sempre que possível por materiais recicláveis, assim como materiais mais duráveis.

Existe uma grande gama de materiais sustentáveis para a construção civil, assim como produtos oriundos da reciclagem de materiais que apresentam ótima qualidade e funcionalidade na construção civil. A PlastPrime produz em sua linha de Pisos, lindas opções de materiais que utilizam em sua composição plástico proveniente da reciclagem de caixinhas longa vida.

Redução do consumo de energia

Algumas decisões de projetos são fundamentais para reduzir o consumo de energia ao longo da vida útil de uma construção, trazendo sustentabilidade das obras.

Os principais exemplos são: a priorização da luz natural, o uso de materiais inteligentes que trazem conforto térmico reduzindo a necessidade de ar condicionado, a instalação de painéis fotovoltaicos para a produção de energia solar e até mesmo a concepção de telhados verdes contribuindo para a climatização do edifício.

Redução do desperdício

O setor de construção civil no Brasil ainda trabalha de forma bastante artesanal, a falta de planejamento e maus costumes fazem com que esse setor seja também um grande desperdiçador de materiais, aumentando ainda mais o impacto ambiental da atividade. A modernização, profissionalização e uso de metodologias modernas como a Concepção Integrada de Projetos podem se tornar aliados no combate ao desperdício e aumento da sustentabilidade das obras.

Construção Sustentável

Estudos mostram que a adoção de práticas sustentáveis na construção civil aumenta os custos iniciais em até 5% quando comparados às opções tradicionais. No entanto, os benefícios e redução de custos a longo prazo facilmente compensam esses custos relativamente maiores.

Escolhas mais sustentáveis são a opção que engenheiros e arquitetos tem para compensar os números alarmantes do impacto da construção civil no meio ambiente, mostrando preocupação com a sustentabilidade das obras.

E então, gostou do nosso artigo sobre os impactos da construção civil e alternativas para trazer sustentabilidade das obras? Sugerimos que continue a leitura sobre sustentabilidade com o post Sustentabilidade: como fazer sua parte para ajudar o planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *