Plantas para diabetes: quais são os benefícios?

Diabetes é uma doença muito comum, que age de forma silenciosa no organismo e que já atinge cerca de 16 milhões de brasileiros – conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda que sua seriedade seja, muitas vezes, ignorada, trata-se de uma doença com grandes riscos – prejudicando a saúde, principalmente, no longo prazo. Mas você sabia que é possível manter o controle da situação com alguns itens de origem natural? Algumas plantas para diabetes, por exemplo, têm importante ação para o controle da doença e se apresentam como aliadas para o combate de seus sintomas.

Que tal saber mais sobre os benefícios dessas plantas para diabetes? Confira, a seguir, algumas espécies que podem ser adotadas na sua dieta para auxiliar no controle da doença.

Benefícios das plantas para diabetes

As plantas e ervas medicinais são utilizadas há muitos anos para auxiliar no tratamento de diversos tipos de doenças.  Elas fazem parte do princípio ativo de muitos dos medicamentos produzidos atualmente – no entanto, não devem substituir o tratamento médico, mas, sim complementá-lo.

No caso das plantas para diabetes, elas ajudam a reduzir a absorção de açúcar dos alimentos, incentivam a produção de insulina pelo organismo e auxiliam na manutenção do controle glicêmico.

5 plantas para diabetes e seus benefícios

1. Babosa (ou aloe vera)

A babosa é uma planta medicinal com propriedades bastante poderosas, se apresentando como uma excelente alternativa para o controle de diabetes. Essa variedade contém determinadas substâncias com forte atuação na redução do índice glicêmico – o glucomano e a mucilagem, por exemplo, são importantes fibras que diminuem a absorção de açúcar dos alimentos.

Ainda, no longo prazo e mediante consumo continuo, a babosa tende a incentivar a produção de insulina pelo organismo. Para melhor absorção de suas propriedades, recomenda-se a ingestão diária do suco dessa planta, produzido com folhas frescas e sem adição de componentes químicos (basta bater a planta com um pouco de água no liquidificador).

2. Chá verde

Além de ser um potente antioxidante, o chá verde também apresenta características importantes para o controle de diabetes. Essa planta é rica em polifenóis, o que reduz a absorção dos amidos presentes nos alimentos – e, consequentemente, dos açúcares.

Além disso, estudos comprovam que a erva é capaz de intervir na sensibilidade do organismo em relação à insulina, incentivando a produção dessa substância pelo pâncreas. O consumo do chá verde pode ser diário, e quando as folhas são frescas os resultados tendem a ser mais intensos.

3. Canela

Os benefícios da canela são múltiplos e podem ser percebidos, também, na prevenção e no controle de diabetes. Essa especiaria, de sabor exótico e adocicado, incentiva o transporte de glicose nas células do organismo, já que aumenta a adesão do corpo à insulina.

A canela também evita os famosos picos de açúcar no sangue, percebidos principalmente após as refeições: a partir do seu consumo regular, ela ajuda a controlar os níveis glicêmicos e o organismo passa a trabalhar de forma mais equilibrada.

4. Goji berry

Essa é outra variedade que pode ser uma grande aliada contra o diabetes. Isso porque essa fruta ajuda a inibir a absorção do açúcar presente nos alimentos, mantendo o controle glicêmico. Essa propriedade está concentrada na semente e casca da fruta, por isso, quando consumida in natura, o aproveitamento dos benefícios é bem maior.

Ainda assim, é possível consumi-la na forma de chás ou sucos. O goji berry pode ser incluído na dieta de forma periódica, pois ainda auxilia na promoção do bem-estar e no tratamento da hipertensão – um dos sintomas mais frequentes em organismos diabéticos.

5. Carqueja

A carqueja traz inúmeros benefícios para a saúde, dentre eles o combate aos sintomas da diabetes. Ela tem atuação hipoglicemiante, ou seja, regula as taxas de açúcar no sangue. Essa é uma espécie de grande ação protetora, que beneficia o funcionamento do organismo como um todo, e, por isso, é uma opção que pode ser adotada no dia a dia sem prejuízos.

A ingestão da carqueja pode se dar por meio do tradicional chá ou do consumo de cápsulas – sendo a primeira alternativa a mais indicada, por lidar com a planta em forma mais fresca e com benefícios mais evidentes.

Não é novidade que o poder das plantas medicinais é grande, mas a identificação dos benefícios para os diabéticos se mostra como um avanço promissor nos estudos de controle da doença. Além de auxiliar no tratamento, elas são 100% naturais e saudáveis para o organismo.

E então, gostou de nossas sugestões de plantas para diabetes? Você já conhecia as propriedades desses alimentos naturais? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *