Por que a sustentabilidade está com tanta força no ramo de construção?

O termo sustentabilidade surgiu em Estocolmo na Suécia na Conferência das Nações Unidas em 1972 trazendo uma nova perspectiva sobre como o ser humano se relaciona com a natureza.

O desenvolvimento sustentável tem como objetivo o uso consciente dos recursos naturais de modo a preservá-lo para que os mesmos estejam disponíveis também para as futuras gerações.

Desde o seu surgimento o termo ganhou espaço e hoje está com força total em diversos segmentos, entre eles a construção civil. Essa indústria é a maior consumidora de recursos naturais, sendo responsável por um grande impacto no meio ambiente.

Quer entender por que a sustentabilidade está com tanta força no ramo de construção civil? Continue a leitura:

Apostar na sustentabilidade é investimento

A sustentabilidade está com força total no setor de construção civil porque o consumidor está cada vez mais consciente e valoriza empreendimentos que estejam mais alinhados com a preservação do meio ambiente.

Existe atualmente uma série de selos que certificam construções sustentáveis, trazendo reconhecimento e aumentando o valor de mercado desses edifícios.

Além disso, em muitos casos as opções mais sustentáveis trazem consigo fatores como a economia de energia ou de água, tornando essas construções mais interessantes aos consumidores.

Como aplicar a sustentabilidade na construção civil

A aplicação do conceito de sustentabilidade no contexto da construção civil pode acontecer sob diferentes aspectos. E ao contrário do que o senso comum nos faz pensar, trabalhar com alternativas mais amigas da natureza não é necessariamente sinônimo de gasto extra ou de grandes investimentos.

Embora a sustentabilidade na construção civil nos remeta muitas vezes a ideia de instalar painéis fotovoltaicos no telhado de casa, gerando energia limpa para o consumo local, existe uma infinidade de outras possibilidades. 

O projeto de espaços com janelas e aberturas que favoreçam a entrada de luz solar e a circulação natural de ar, por exemplo, é uma forma de trazer a sustentabilidade para dentro da construção civil compondo ambientes mais agradáveis e menos dependentes de energia elétrica.

Construir edifícios com sistemas de coleta de água da chuva ou sistema de reuso de água é outra maneira de trazer os princípios da sustentabilidade para a construção civil.

A criação de espaços verdes que trazem um pouquinho de biodiversidade a “selva de pedra” dos grandes centros urbanos é outra forma inteligente de aliar sustentabilidade com construção civil. Projetos de jardins verticais e telhados verdes são alternativas sustentáveis que estão em alta na construção civil. Nesse tipo de projeto, além de criar espaços agradáveis de contato com a natureza agrega-se conforto térmico e acústico aos ambientes internos do edifício, o que traz por consequência economia de energia elétrica devido à redução do uso de ar condicionado.

O uso de pisos drenantes e inteligentes é outra possibilidade para tornar a construção mais amiga da natureza sem fazer um grande investimento, ao mesmo tempo em que se agrega funcionalidade ao ambiente. Ao garantir a permeabilidade do solo com esse tipo de solução, evita-se alagamentos e garante-se o cumprimento do ciclo natural da água no meio ambiente.

Conheça exemplos inspiradores

De construções energia zero a projetos arquitetônicos que combinam espaços verdes com áreas modernas, existem inúmeros projetos inspiradores que combinam sustentabilidade e funcionalidade na construção civil.

Recentemente inaugurado em Curitiba, o Tropicool Street Market fez uso de jardins verticais para tornar o ambiente mais agradável ao mesmo tempo que cria uma atmosfera cool e moderna.

Já o Parque Barigui, também localizado na capital paranaense, usou uma solução de piso permeável da PlastPrime para a criação de áreas de passeio permeáveis em seu apiário. O espaço é dedicado ao fomento da biodiversidade.

Muito além de uma tendência

Como vimos, a sustentabilidade na construção civil não deve ser vista como uma tendência ou um modismo. Ela é uma forma nova de enxergar projetos de construção civil que veio para ficar e tende a crescer ainda mais nos próximos anos.

A sustentabilidade não é apenas uma forma de fazer com que edifícios tenham menos impacto no meio ambiente em seu processo de construção e ao longo da sua vida útil. É uma inovadora forma de criar espaços mais humanos e funcionais.

E então, gostou do nosso material sobre sustentabilidade na construção civil? Conte para a gente nos comentários e até a próxima!

Comentários

  1. Pingback: 5 dicas para sustentabilidade na construção civil - Blog Plastprime

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *