Um jardim comestível

Conheça as Pancs, Plantas Alimentícias Não Convencionais, que eram muito utilizadas por nossos avós e tios, mas deixaram de ser colocadas à mesa após a massificação da indústria alimentícia com um número mais restrito de produtos.

Com vários especialistas estudando essas plantas, elas estão voltando aos poucos, o que é uma boa notícia para o meio ambiente – pois elas crescem como “mato” e não necessitam de agrotóxicos para se desenvolverem – e para o bolso, pois podem substituir alguns itens nas sacolas do supermercado e da feira.

Se jogarmos fora, perdemos a oportunidade de consumir alimentos com alto valor nutricional, isso por causa da falta de informação. Em sua maioria são folhagens, o preparo pode ser como salada (servidas cruas) ou refogadas.

Alguns exemplos mais comuns de Pancs são:

Mentruz

Conhecida popularmente como erva-de-santa-maria, muito utilizada já que seus óleos essenciais contém propriedades antibióticas, vermífugas, digestivas, antioxidantes, entre outras. Em alguns casos pode ser usada no tratamento de bronquite ou pé de atleta, por exemplo.

Serralha

Uma das mais conhecidas, parente do alface e do almeirão, suas sementes são levadas pelo vento e crescem de forma acelerada em solo favorável, por isso é considerada uma erva daninha. Ela possui vitaminas e minerais que fazem com que seja indicada no tratamento de algumas doenças, como desintoxicar o fígado e combater dores de estômago.

Dente-de-leão

Aquelas flores amarelas encontradas no quintal de casa, o uso consumo das folhas trazem efeitos antirreumáticos, diuréticos e melhora a produção da bile. Essa planta se adapta em diferentes tipos de solo e é possível encontrá-lo até em fendas no asfalto, mas ele cresce melhor em gramados saudáveis.

Chicória-do-pará

Também conhecida como coentro-bravo; e o ora-pro-nobis, também conhecido como abrobó e orabrobó; só pra ficar em algumas mais conhecidas. É uma planta rica em vitaminas, minerais e fibras e pode ser consumida crua.

O uso de algumas destas plantas era muito difundido devido às suas propriedades medicinais (digestivas, calmantes) além de serem bastante nutritivas, pois as folhas verdes são ricas em cálcio, potássio, vitamina C e vitaminas do complexo B.

Mas como podemos saber quais são próprias para consumo, visto que há muitas plantas venenosas por aí? Em primeiro lugar, consulte alguém mais velho da família. Normalmente nossos avós, tios e vizinhos mais antigos têm esse conhecimento.

Em segundo, pesquise. Há muita gente falando sobre o tema, inclusive a chef Paola Carosella, do programa Masterchef Brasil, que é uma defensora do resgate desse conhecimento alimentar. Se quiser cair de cabeça no assunto, procure saber mais na internet.

Conheça as plantas medicinais e seus benefícios, baixe o e-book que preparamos com diversas dicas para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *