fbpx

Paisagismo e plantas ornamentais: guia para sua casa!

Se você quer incrementar a decoração da sua casa, valorizando e oferecendo mais cor e vida aos ambientes, saiba que as plantas ornamentais conseguem transformar os espaços.

Além de dar um toque mais contemporâneo, elas também proporcionam mais qualidade de vida aos moradores, renovando a energia do local e tornando o ar mais puro. Sendo assim, são um excelente investimento para quem busca beleza e equilíbrio em casa.

Quer saber mais sobre as plantas ornamentais, quais as espécies existentes e como você pode incorporá-las no seu projeto de paisagismo? Então, continue a leitura. Preparamos um material completo para você conhecer tudo sobre estas plantas decorativas.

O que são plantas ornamentais?

Como seu próprio nome sugere, as plantas ornamentais são aquelas cultivadas e utilizadas nos ambientes da casa pela beleza estética que oferecem, que costuma ser definida a partir dos tipos de floração, folhagem, aspecto do caule, entre outras características.

Estas plantas sobrevivem apenas em espaços onde as condições de luz e temperatura estejam adaptadas às suas características. Afinal, existem plantas ideais para cada lugar: áreas de sombra, ambientes mais secos, solos salinos e assim por diante.

Conheça 6 espécies de plantas ornamentais

Que tal incorporar belas plantas ornamentais em seu paisagismo? A seguir, conheça algumas opções.

1. Ráfia

Indicada para espaços mais iluminados, mas distantes do sol, a ráfia é uma planta que pode ser incorporada em ambientes internos da casa, como a sala de estar, por exemplo.

As irrigações são determinadas pela umidade do vaso. Por isso, de tempos em tempos, é importante verificar manualmente a condição da terra. Se o solo estiver seco, é hora de regar a sua planta.

2. Samambaia

Nada de vento, pouco sol e clima úmido. Essas são as condições ideais para deixar a samambaia sempre linda e saudável em seu projeto de paisagismo.

Esta planta ornamental também é indicada para espaços internos. Ela não possui flores e seu tamanho varia bastante, podendo chegar a um metro com facilidade. Além disso, ela é uma das plantas conhecidas por purificar o ar dos ambientes.

3. Suculentas

Muito utilizadas em salas e cozinhas, as suculentas são ótimas plantas para se ter próximas às janelas, visto que estas plantinhas super decorativas amam o sol pleno e a luz direta.

Ainda assim, por não necessitarem de tantos cuidados, os locais onde a luz bate indiretamente também são suficientes para manter as suculentas vivas e bonitas.

4. Orquídeas

As orquídeas são plantas que adoram o sol, mas é importante evitar exageros! Por isso, ambientes com meia-sombra ou luz indireta são ótimos para mantê-las saudáveis e vistosas.

Outro fator importante é que estas plantas precisam de vasos com boa drenagem, pois suas raízes necessitam de boa ventilação para respirar e crescer bem. 

5. Espada de São Jorge Anã

Linda e muito indicada para ambientes como banheiros, corredores e salas, a Espada de São Jorge Anã é uma planta que não requer muita manutenção. No geral, seu sistema de irrigação funciona exatamente como no caso da ráfia, sendo necessário verificar a umidade da terra de tempos em tempos. Ao sentir o solo seco, a planta pode ser regada.

Uma curiosidade sobre a Espada de São Jorge é que ela é conhecida popularmente por ser uma planta capaz de neutralizar as energias do ambiente, acreditando-se que ela ajuda a eliminar as energias negativas.

6. Bromélia

Também indicada para corredores e demais ambientes internos, a bromélia deve receber apenas claridade indireta e se desenvolve bem com luz artificial.

Com florada em tons de vermelho, roxo, rosa e amarelo (dependendo da espécie), esta planta pode chegar a quase 90 centímetros de altura e a sua rotina de irrigação pode ser realizada a cada dois dias.

Como utilizar as plantas ornamentais em um projeto de paisagismo em casa?

O paisagismo vai muito além de selecionar as plantas ornamentais ideais para cada ambiente. Esta técnica, em sua essência, busca projetar, planejar, gerir e preservar espaços, sejam eles públicos ou privados, urbanos ou não.

Por isso, para criar um projeto de paisagismo acolhedor e bem decorado para a sua casa utilizando as plantas ornamentais, alguns aspectos precisam ser considerados, como as condições de temperatura, umidade e ventilação do local.

Além disso, alguns fatores ajudam a tornar o seu projeto mais bonito e bem-sucedido. Confira quais são eles:

Contraste entre cores

Você já ouviu falar do círculo cromático? Em suma, esta é uma ferramenta que nos oferece uma representação ordenada e circular das cores, permitindo enxergar quais são os tons complementares e análogos na paleta de cores.

E o que isso tem a ver com o paisagismo? Nós explicamos! O contraste entre as cores das plantas garante um visual mais atraente e dinâmico para os ambientes. Por isso, é interessante pensar em projetos que misturam os tons das folhagens, dando um ar mais alegre e contemporâneo ao local.

Formato, textura e estampa das folhas

O formato das folhas também interfere no interesse visual. Uma ideia, nesses casos, é mesclar plantas ornamentais com folhas pontiagudas e arredondadas, tornando o ambiente mais diversificado e menos monótono.

Texturas contrastantes oferecem um efeito similar, por isso também garantem ótimos resultados. Que tal mesclar folhas lisas com crespas ou outros estilos? A composição dará um charme a mais para a sua decoração. Outra dica de contraste é misturar as estampas das folhagens, garantindo um visual diferente e elegante.

Altura das plantas

A variação na altura das plantas também produz um visual mais interessante, com as diferentes camadas tornando a composição mais cheia e exuberante. Para isso, considere plantar as menores na frente e as mais altas ao fundo, trazendo harmonia para a composição.

E então, gostou de conhecer mais sobre as plantas ornamentais, algumas de suas espécies e como utilizá-las em seu paisagismo? Esperamos que estas dicas ajudem você a criar um projeto lindo e com a sua personalidade. E se quiser ampliar seu projeto e saber quais plantas utilizar na área da piscina, confira nossas dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *