10 tipos de plantas para ambientes internos

Se você ama estar perto da natureza, mas não tem espaço em casa para um jardim, o post de hoje vai lhe ajudar. Trouxemos algumas dicas de plantas que podem ser cultivadas dentro de casa e que não deixam nada a desejar quando o assunto é beleza e boas energias!

Existem opções lindíssimas e que sobrevivem tranquilamente a ambientes internos, desde que devidamente cuidadas. São espécies que, além de trazer um pouco da natureza para dentro de casa, complementam a decoração de qualquer espaço.

A seguir, confira a nossa seleção de plantas para ambientes internos!

As melhores plantas para ambientes internos

1. Orquídea

A orquídea é uma opção delicada, que traz charme aos ambientes. Ela é bastante resistente a locais fechados, desde que esteja sob iluminação, que pode ser indireta, pois o sol em excesso pode queimar as flores. Então, não se engane, elas precisam de dedicação. Escolhendo as espécies certas e tomando os cuidados adequados, suas orquídeas vão ficar sempre lindas!

2. Samambaia

Se você gosta de plantas mais imponentes, as samambaias são uma excelente alternativa. Elas são espécies de plantas para ambientes internos e gostam de locais úmidos, por isso, o ideal é regá-las com frequência e mantê-las na sombra ou com luz solar indireta. Um cuidado que deve ser tomado é em relação ao vento, pois ele acaba queimando as folhas mais jovens.

3. Iuca (Yucca)

Esta planta é um grande sucesso do paisagismo, podendo muito bem ser utilizada dentro de casa. É linda, robusta e desempenha ótimo papel decorativo. Ela não precisa ser regada tão frequentemente (uma vez por semana é o suficiente), pois os galhos grossos auxiliam com a retenção de água. Atenção aos cuidados, não molhe muito, o solo deve ficar úmido após uma rega mas não pode ter poças de água. Para fazer a próxima rega espere até o solo estar seco novamente.

4. Violeta

As violetas são ótimas opções de plantas para ambientes internos. Elas são um charme e, mesmo sendo pequenas, fazem a diferença no visual do ambiente.

Essas plantas trazem cor e alegria, além de exigir poucos cuidados. Uma dica é tomar cuidado na hora de regar, pois as folhas não devem ser molhadas diretamente.

5. Cactos

Não é de hoje que os cactos são uma excelente opção entre as plantas para ambientes internos. Eles são resistentes, precisam de pouquíssima água e cuidados específicos. Para você ter uma ideia, quando cultivados dentro de casa, podem ficar até um mês sem receber água, e o ideal é mantê-los em locais secos, mas com ventilação. Um dica, durante o verão, regá-lo uma vez por semana com uma colher de sopa de água.

6. Pau D’água

É uma ótima opção para você que gosta de plantas maiores. Ela fica muito bonita em vasos grandes, sendo utilizada como objeto de decoração – principalmente em lojas e escritórios.

A espécie sobrevive ao ar condicionado e à pouquíssima luz, por isso, é super indicada para locais que não bate o sol e uma ótima escolha entre as plantas para ambientes internos!

7. Lança de São Jorge

Se você gosta de uma planta mais exótica e, ao mesmo, tempo simples, está é a melhor opção entre as plantas para ambientes internos! Considerada uma planta ornamental, a Lança de São Jorge se destaca por ser uma das poucas espécies que sobrevivem facilmente ao ar condicionado. Ela é de fácil cuidado, sem muitas regras e necessidades. Sob maior temperatura devem ser regadas de 15 em 15 dias!

8. Dracena

Ela possui grande desenvolvimento em ambientes secos e sobrevive às alterações de temperatura, surgindo como ótima possibilidade para cultivo entre as plantas para ambientes internos. Se você tiver animais de estimação, mantenha-os longe dessa planta, pois a planta pode ser tóxica aos animais caso ingerida. A Dracena se destaca pela sua capacidade de purificação do ar, contribuindo de forma benéfica à energia do ambiente.

9. Zamioculca

É uma opção belíssima, que se destaca pelo brilho das folhas. Ela exige pouco cuidado, precisando ser regada de uma a duas vezes por semana. O ideal é mantê-la sempre úmida, mas não encharcada, para não correr o risco de suas raízes apodrecerem. A adubação deve ser feita a cada 3 ou 4 meses, de preferencia, com adubo natural, como humos ou minhocas! Sua adaptação é melhor em ambientes de sombra, pois o sol direto estraga suas folhas.

10. Pacová

Apesar do nome engraçado, é uma planta bastante resistente em ambientes internos. É uma espécie que exige calor e umidade, mas que não pode ficar diretamente exposta ao sol – o ideal é que fique à sombra ou com luz indireta – e a rega pode ser feita uma vez por semana.

Agora, é só escolher a espécie que mais combina com seu ambiente! Gostou de nossas dicas de plantas para ambientes internos? Conhece outra sugestão? Compartilhe com a gente suas dúvidas e experiências nos comentários e até a próxima. 

  1. Pingback: Flores e seus significados: como presentear no dia das mães - Plastprime

  2. Pingback: Ano novo, casa nova: como preparar a decoração para um novo ciclo - Plastprime

  3. Pingback: Plantas na cozinha: quais cultivar e como cuidar - Blog Plastprime

  4. Pingback: Vasos empilháveis: dicas do que plantar - Blog Plastprime

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe agora esse material!

Concordo receber materiais em meu e-mail.