Vasos empilháveis: dicas do que plantar

Os Vasos Empilháveis da PlastPrime são ideais para você tirar do papel seu projeto de minijardim ou mini-horta, mesmo com pouco espaço disponível. É possível cultivar diversos tipos de flores, plantas, temperos e ervas aromáticas, ornamentando qualquer ambiente. No entanto, é bastante comum a dúvida sobre o que plantar em vasos desse tipo.

Por isso, a seguir, falaremos mais sobre os diferenciais dos Vasos Empilháveis da PlastPrime e daremos dicas sobre o que plantar em vasos com essa característica. Acompanhe. 

Como são os Vasos Empilháveis da PlastPrime?

Antes de falarmos sobre o que plantar em vasos empilháveis, é importante entendermos melhor o que são esses produtos. Os Vasos Empilháveis da PlastPrime são conjuntos de vasinhos acopláveis muito estilosos e práticos para o dia a dia de quem quer ter uma horta caseira ou, mesmo, para quem quer uma decoração mais verde para interiores e ambientes externos.

Eles podem ser colocados em prateleiras, estantes, nichos, bancadas no chão ou onde sobrar um espacinho para você cobrir de natureza. Já quem tem mais espaço, pode empilhar quantos vasos quiser e criar projetos paisagísticos incríveis, como jardins verticais cheios de personalidade.

Entre os demais diferenciais desse modelo de vaso estão sua fácil limpeza (apenas um pano macio, água e sabão neutro são suficientes), sua portabilidade (você pode mudá-los de lugar rapidamente) e sua proteção UV e antimicrobiana. Além disso, ele conta com um reservatório de água que comporta até 200 ml do líquido, assim, as práticas de rega ficam muito mais facilitadas, não demandando esse cuidado diário de irrigação. 

O kit básico de vasos empilháveis é composto por três vasos, três grades (onde ficam os reservatórios) e um prato, e é possível escolher entre dois materiais: PP (polipropileno) e PPTP (material sustentável, proveniente da reciclagem de embalagens longa vida).

O que plantar em vasos empilháveis? Veja 3 ideias para sua hortinha

Seus vasos empilháveis podem ser utilizados para diversas finalidades e para acondicionar uma ampla variedade de espécies. 

Se sua ideia é utilizá-los para organizar sua horta caseira, veja agora alguns exemplos para começar esse cultivo.

1. Alecrim

Quando se está buscando o que plantar em vasos empilháveis, uma das opções mais versáteis é mesmo o alecrim. Ele pode ser utilizado na culinária, com fins medicinais e até religiosos, além de ser uma matéria-prima valorosa na cosmética.

Para cultivá-lo, é preciso escolher entre plantá-lo a partir de sementes ou por estaquia. O dificultoso da semente é que as plantas podem levar até três anos para se desenvolver. Em qualquer dessas opções, o recomendado é colocar na base do vaso material drenante (como argila expandida) e utilizar três partes iguais de terra comum, composto orgânico e areia grossa lavada. 

Para seu desenvolvimento, ele precisa ser exposto diretamente à luz solar algumas horas diariamente. Com isso, ele deverá florescer quase o ano todo. 

2. Sálvia

Essa planta aromática, assim como o alecrim, é de fácil cultivo. A sálvia é utilizada na gastronomia, como erva medicinal e como componente para tratamentos estéticos de pele e dos cabelos. Além disso, ela apresenta caráter ornamental, embelezando o ambiente.

Para plantio por meio de semente, deve-se enterrá-la a um centímetro de profundidade. O solo deve ser bem drenado e fértil. A germinação deverá acontecer em até três semanas. A sálvia também precisa receber luz solar diariamente por algumas horas para se desenvolver. 

3. Tomilho

Essa erva rústica, assim como as suas companheiras que vimos anteriormente, não demanda muitos cuidados para desenvolvimento.

Ela apresenta propriedades vermífugas, expectorantes e anti-sépticas, sendo também bastante utilizada como estimulante digestivo. 

Para plantio, prefere solo arenoso e bem drenado. Para cultivar a partir de mudas, utilize um ramo de, ao menos, 8 cm de altura. Seu desenvolvimento, depende de exposição solar diária por durante algumas horas. 

E plantas decorativas? Veja algumas sugestões!

Para quem busca plantas que convivam bem em situações de pouca luz solar, para ornamentar ambientes internos, algumas opções são:

  • Clorofito: planta ornamental de fáceis cuidados e boa adaptação a espaços internos. Se a ideia dos vasos empilháveis for compor jardins verticais, essa espécie combinará muito bem com a proposta. Para plantio, prefere solo rico em matéria orgânica.
  • Aglaonema: espécie ornamental que ajuda a filtrar as toxinas do ar. Ela é resistente a temperaturas mais baixas e à sombra. Para plantio, demanda dolo bem drenado. 

O que plantar em vasos empilháveis irá depender de suas preferências, de seu espaço, das condições climáticas do ambiente e de sua disponibilidade para cuidar das espécies. Na hora de comprar as sementes ou mudinhas, converse com um jardineiro ou com o lojista sobre a combinação de espécies que podem ser plantadas juntas sem prejudicar o desenvolvimento umas das outras.

E você, já sabe o que plantar em vasos empilháveis? Compartilhe suas ideias aqui nos comentários e, se ainda não tem o seu kit de vasinhos, confira as condições especiais para adquiri-los em nossa loja virtual!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *