Novidades sobre o mercado de construção civil no Brasil

Novidades no mercado de construção civil não faltam. Isso porque, com a mudança de governo e a perspectiva de retomada do setor de construção civil no Brasil, investidores e construtoras estão entusiasmados e com grandes expectativas.

Prova disso é o Índice de Confiança da Construção – conhecido pela sigla ICST. O índice é calculado pela FGV/IBRE e no mês de fevereiro de 2019 manteve-se em alta pelo sexto mês consecutivo, considerando as médias móveis trimestrais.

Diante deste cenário otimista, é de fundamental importância estar atento às novidades do mercado de construção civil. Afinal de contas, mercado aquecido significa aumento de demanda e surgimento de novas tendências.

Pensando nisso, separamos algumas novidades sobre o mercado de construção civil especialmente para você. Confira:

Eficiência energética e sustentabilidade

A construção sustentável há muito superou a barreira do modismo, das novidades ou da tendência para se tornar um requisito buscado por muitos na construção civil.

Diferente do mercado de construção civil como um todo que se mostrou enfraquecido pelas crises econômicas dos últimos anos, a construção civil tem se mantido ilesa e em constante crescimento.

E novidades neste setor não param de surgir. Enquanto a eficiência energética dos edifícios é cada vez mas visada, cresce também o número de Edifícios Energia Zero. Aumenta o número de prédios antigos que passam por processo de retrofit ecológico e surgem até mesmo novos selos de certificação de construção sustentável, como Green Globes que já é bastante conhecidos nos Estados Unidos.

BIM – Building Information Modeling

A tecnologia BIMBuilding Information Modeling ou em português Modelagem de Informações da Construção – possibilita a criação digital de um ou mais modelos virtuais precisos de uma construção.

A modelagem 3D oferece suporte ao projeto ao longo de suas fases, possibilitando uma melhor análise e controle, quando comparado aos processos manuais e convencionais de projeto. 

Projetos criados através de ferramentas de BIM contêm geometria e dados precisos que dão apoio às atividades de construção, fabricação e aquisição por meio das quais a construção é realizada.

O uso de ferramentas de BIM está entre as novidades mais em alta no setor de construção civil. Por isso, fique de olho: ignorar esta tendência pode levar a construtora a perder dinheiro a curto prazo e também competitividade a médio e longo prazo.

Internet das Coisas (IoT)

A Internet das Coisas – Internet of Things IoT – é um dos pilares da chamada Indústria 4.0 e que também se estende ao setor de Construção Civil através do conceito já usado por muitos de Construção 4.0.

Entre as novidades, através da IoT é possível ter sensores que capturam dados da obra, seus materiais e até mesmo de seus funcionários. Estes estão conectados à internet e informam sistemas sobre os dados coletados em tempo real, orientando a tomada de decisão e fornecendo uma visão global e real do andamento da construção.

Além disso, a aplicação da Internet das Coisas não se limita apenas a fase de construção, mas também ao ciclo de vida útil do edifício. Através de dispositivos de IoT é possível monitorar o ciclo de vida de edifícios e seus componentes com precisão.

Com IoT é possível detectar o momento em que é preciso tomar uma ação de manutenção antes que esta se torne um problema, por exemplo. O uso de IoT na construção civil está sem dúvida entre as novidades mais interessante do setor.

Construção modular

A construção modular é mais comum em outros países mas começa a ganhar destaque também no Brasil. Trata-se de uma opção que ajuda a tornar a obra mais rápida, eficiente e barata.

Na construção modular, os módulos são produzidos fora do canteiro sob rigorosos controles industriais. Quando chegam ao endereço da obra, são encaixadas para compor a construção de forma ágil e segura.

Pode ser utilizada em construções com diferentes finalidades como comerciais e residenciais. Normalmente é baseada em módulos de concreto, mas não se restringe apenas a esse materiais podendo utilizar módulos de aço e madeira, por exemplo.

Os benefícios destas novidades no mercado de construção civil se traduzem em qualidade construtiva, redução de prazo de execução, maior previsibilidade de custo e redução considerável de desperdícios.

Talvez o principal atrativo da construção modular seja a redução da dependência de mão de obra para execução da construção, já que este é considerado por muitos o “calcanhar de Aquiles” da construção civil no Brasil.

Wearables ou “dispositivos vestíveis”

Os dispositivos vestíveis já são amplamente utilizados por profissionais da área de saúde e começam a se destacar entre as novidades no setor de construção civil.

Os sensores inteligentes são inseridos nas roupas, capacetes ou outros EPIs e permitem o monitoramento de temperatura e localização precisa do trabalhador em caso de acidentes.

Quando todos os trabalhadores da obra carregam consigo dispositivos vestíveis, é possível calcular o número de pessoas em determinada área e emitir sinais de alerta mediante emergências. 

Através dos dispositivos vestíveis, é possível ter um maior controle dos recursos humanos em uma obra, garantindo a segurança e integridade física dos colaboradores.

Concreto auto regenerativo

O concreto é a matéria prima mais demandada no setor de construção civil. Estimativas preveem que até 2030 a demanda mundial de concreto atingirá 5 bilhões de toneladas métricas por ano.

Diante dessa demanda, entre as novidades do mercado destaca-se o concreto regenerativo, capaz que compor “edifícios que cuidam si próprios”. Trata-se de uma tecnologia que pode acrescentar anos à vida útil de uma construção.

O concreto auto regenerativo é um material capaz de liberar um agente de cura quando ocorrem rachaduras no concreto. Assim, quando o agente entra em contato com um catalisador dentro do concreto, ele se transforma em um polímero sólido e forte regenerando o concreto e estendendo a vida útil da construção.

Concepção Integrada de Projetos

Entre as novidades que ganham espaço no setor de construção civil no Brasil, destacamos também a Concepção Integrada de Projetos. Trata-se de uma maneira inovadora de melhorar um planejamento de construção, reduzir o desperdício, minimizar custos e melhorar a produtividade.

Através da Concepção Integrada de Projetos, proprietário, arquitetos, engenheiros e subcontratados trabalham em equipe. O conceito cria um vínculo único desde o início da etapa de planejamento, gerando um elo entre todas as partes interessadas do projeto. Com a concepção integrada de projeto, todos os membros da equipe compartilham riscos e recompensas com base na conquista de metas.

Com esta metodologia, que ganha cada vez mais espaço na Construção Civil, excelentes resultados são obtidos. Através da colaboração aberta, resultados, riscos e ganhos são planejados e previstos. O uso da metodologia gera padrões mais elevados e estimativas muito mais precisas.

Novidades no mercado de construção civil

Como apresentamos, o mercado de construção civil começa o ano de 2019 com muitas novidades. Cabe aos profissionais e empresários do setor estarem atentos ao que há de novo para atender às expectativas de seus clientes.

Se você gostou deste artigo, siga a PlastPrime no LinkedIn e não perca nenhuma novidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *