Quais os benefícios de um telhado verde?

O impacto ambiental está relacionado diretamente aos efeitos da ação do homem sobre o meio ambiente. Com a inovação tecnológica, o mercado construtivo tem apostado em novas possibilidades e processos e, ciente de seu alto impacto ambiental, vem buscando alternativas cada vez mais sustentáveis para seus projetos.

Dentre as alternativas que estão sendo empregadas, o telhado verde é uma solução eficiente adotada em muitas partes do mundo, apesar de que, no Brasil, esse sistema construtivo ainda é tímido.

Telhado verde, cobertura verde ou jardim suspenso é um sistema construtivo que consiste em uma cobertura vegetal feita com grama ou plantas, e pode ser instalado em lajes ou sobre telhados convencionais.

O telhado verde é o detalhe construtivo mais comentado no mundo da sustentabilidade, juntamente com as placas fotovoltaicas para energia solar. Suas vantagens são amplamente discutidas, como ajudar a evitar as ilhas de calor, as emissões de gases do efeito estufa e conter alagamentos.

Para implantação do sistema, a obra exige a instalação de uma estrutura específica na cobertura da construção, além de manutenção frequente para garantir que não surjam problemas, como os de umidade.

Desta forma, é importante seguir alguns critérios e normas essenciais, como a ANSI Fire Design Standard, que delimita áreas máximas para evitar a propagação do fogo em grandes centros urbanos, e a ANSI Wind Design Standard, que sugere usos de espécies e a não utilização para áreas sujeitas a ventos extremos. 

Telhado Verde feito com a Estrutura Permeável da PlastPrime

Pontos fortes do telhado verde

A construção do telhado verde envolve muito mais que somente vantagens ao meio ambiente, trazendo, também, uma série de benefícios, tais como:

  • Diminui a poluição e melhora a qualidade do ar das cidades, pois a vegetação absorve as substâncias tóxicas e a libera oxigênio na atmosfera. 
  • Ajuda a combater o efeito de Ilhas de Calor nas grandes cidades, pois entende-se que a temperatura pode ser até 5°C mais alta do que em áreas rurais.
  • Melhora o isolamento térmico da edificação. Protege contra as altas temperaturas no verão e ajuda a manter o conforto térmico no inverno. Nos dias de muito calor, as telhas convencionais podem marcar mais de 50°C, enquanto as biocoberturas permanecem mais frias do que a temperatura do ar.
  • Melhora o isolamento acústico da edificação. O solo, as plantas e a camada de ar confinada dentro do telhado verde protegem os ambientes internos dos externos.
  • Maior retenção da água das chuvas. A vegetação auxilia na drenagem da água da chuva, reduzindo, assim, a necessidade de escoamento de água e de sistemas de esgoto – e ainda filtra a poluição dessas águas.
  • Diminui a possibilidade de enchentes. Como retém melhor a água da chuva, o excesso não vai para as ruas.
  • Reduz o consumo de energia e melhora a eficiência energética devido à redução da temperatura no ambiente interno, diminuindo a necessidade de refrigeração.
  • Aumento da biodiversidade, atraindo pássaros, borboletas entre outros.
  • Embeleza a edificação e a cidade

Pontos de atenção sobre o projeto de telhado verde

Considerando que os telhados verdes constituem uma construção com nível de complexidade superior às coberturas convencionais, alguns detalhes devem ser observados para evitar problemas.

  • Necessita de manutenção frequente para manter sua estrutura saudável e com boa aparência.
  • O Investimento financeiro inicial pode ser alto.
  • Restrições quanto à estrutura podem inviabilizar o sistema.
  • Necessita de mão de obra especializada para instalação, evitando problemas de vazamento e infiltrações.

Aspectos financeiros

Mesmo com pequenas desvantagens, a relação custo/benefício destas construções compensa muito. Entende-se que o telhado verde possui uma variação de preço entre R$100,00 a 150,00/m², dependendo do tipo e região, e é certamente um custo de implantação inicial maior (geralmente o dobro) do que telhados convencionais ou lajes impermeabilizadas.

Porém, a vantagem surge se considerarmos o ciclo de vida completo da estratégia, pois sua duração tem, em média, o dobro tempo da opção convencional.

Dificilmente uma solução comum irá durar mais de 20 anos sem manutenção, já o telhado verde, apesar de exigir cuidados específicos e periódicos, dura, além de proteger a laje concentrando e suportando as diferenças de temperatura e insolação.

E então, você já projetou um telhado verde? Ficou com alguma dúvida sobre como é feita sua construção? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *